sexta-feira, 21 de junho de 2013

GASTROPLASTIA - EU DECIDI!

Olá, pessoal!

Depois de muito tempo sem fazer nenhuma postagem, lutando contra a balança, descobri que ela estava me vencendo de vez.
Luto contra o peso desde a minha adolescência e agora, aos 35 anos, cheguei aos 110kg. Comecei as postagens deste blog com 90kg, querendo perder pelo menos 20kg e agora tenho 20 kg à mais...
Como tenho Unimed desde que comecei a trabalhar no IFPR em fevereiro, resolvi buscar conselhos médicos e depois de passar com um Endocrinologista, me consultei com um Gastro e decidi fazer a cirurgia bariátrica, já que meu IMC bateu os 44,37.
Pela lei, os convênios médicos devem autorizar a cirurgia para IMC acima de 40 e para IMC entre 35 e 40 que acompanhe alguma doença devido à obesidade.
Por muito tempo fui contra a cirurgia, acreditando que poderia perder o peso necessário apenas com reeducação alimentar e exercícios físicos, mas cheguei em um ponto que meu organismo parece não responder minhas tentativas de emagrecimento.
Então, decidi.
Vou tentar a gastroplastia e pretendo eliminar 40kg em 1 ano.
A cirurgia que farei será Gastroplastia Redutora - Bypass Gástrico

O que é a Cirurgia do Bypass Gastrico, Grampeamento Gástrico ou Gastroplastia Redutora ?
Também conhecida como cirurgia de Fobi-Capella, é um processo cirúrgico que reduz drasticamente o tamanho e volume do estômago, dim
Com a cirurgia restritiva, o volume diário ingerido passa a ser em torno de 20% do volume pré-operatório, levando a uma grande diminuição do aporte calórico diário e a conseqüente perda de peso.inuindo consequentemente a ingestão de alimentos.
A técnica evoluiu bastante e hoje os cirurgiões já não utilizam mais o anel de silicone no novo estômago que antigamente era utilizado e que provocava vômitos frequentes, dificuldade de adaptação a cirurgia e reoperações para sua retirada.
Com o uso de um grampeador cirúrgico o estômago é dividido em dois segmentos: Uma de porção menor que servirá de "novo estômago" e outra maior que será excluída da passagem dos alimentos. Além da criação deste novo e pequeno reservatório gástrico, realiza-se um desvio da parte intestinal para que nem todo o alimento ingerido seja absorvido.

Esta técnica de derivação gástrica (Bypass Gástrico) é a mais realizada atualmente em todo o mundo. No Brasil difundiu-se a técnica de Capella, um cirurgião colombiano radicado nos EUA que acrescentou a colocação de um anel contensor no reservatório gástrico.Após termos realizado Cursos e Treinamentos no Exterior e tendo submetido vários pacientes a este procedimento por Videolaparoscopia, podemos dizer que se trata de uma técnica bastante segura e com ótimos resultados, inclusive sendo a base atual da cirurgia de diabetes.
 

Conhecida como cirurgia a laser ou cirurgia dos furinhos, a cirurgia por videolaparoscopia é realizada com uma câmera de televisão e instrumentos que são colocados no abdome através de pequenos cortes (furinhos) de 1,0 cm cada. Por ser menos invasivo causa menos dor nos pós operatório e uma rápida recuperação e retorno ao trabalho sem contar ainda a vantagem estética pois substitui a necessidade de uma longa incisão ou corte para abrir a cavidade abdominal (como é feita na cirurgia convencional ou aberta).


Para pegar a guia de internação e pedido da cirurgia, levou menos de 2 meses. Agendei a cirurgia para dia 25 de julho de 2013 e agora estou aguardando a autorização da Unimed Curitiba.

Fiz diversos exames ( endoscopia, ultrassom abdomem total, ecocardiograma, eletrocardiograma, sangue, glicemia, tempo de coagulação, colesterol e hormônios diversos) e passei com os especialistas: Cirugião Gastro, Clínico Geral, Cardiologista, Psicólogo (4 consultas) , Nutricionista e Anestesista.

Agora é só esperar... e que Deus abençoe que dê tudo certo!